UM DIA NA TERRA de Ana Teresa Santos

  • YouTube
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social
Buscar
  • Ana Teresa Santos

O Ângelo Rodrigues não se pôs a jeito para morrer

E de repente o Ângelo Rodrigues está entre a vida e a morte, e não, não se pôs a jeito.

Não se pôs a jeito, porque ninguém o faz propositadamente, ninguém procura a morte se não tiver o objetivo de a encontrar na mouche.


Eu não a procuro quando conduzo acima dos limites da velocidade, e faço-o demasiadas vezes por vezes com motivos parvos ou desnecessários. Não a procuro quando me estreio num desporto radical pela adrenalina de o fazer, nem quando não cumpro alguma norma de segurança e quero ser mais “papista do que o Papa.”


Falta-nos Humanidade, respeito e bem-dizer.


Falta-nos engolir em seco e saber o que é viver na pele o sofrimento dos amigos e familiares daqueles que amamos.


Eu sei o que é ter um familiar em coma, sei o que ver a morte de mãos dadas com a agonia, a dor e o medo.


Sei o que é o relógio passar depressa demais e as respostas não serem aquelas que queremos ouvir. Mais respeito, caramba! Respeito por quem sofre, por quem sente e por quem lhe custa até a engolir neste momento de tamanha agonia.


Que atire a primeira pedra quem nunca cometeu excessos sem a consciência dos seus riscos maiores. Tenho a certeza que, se tudo correr bem, ele aprenderá com o erro tremendo que cometeu. Sei também que foi um exemplo do que (não fazer) para quem o faz e que, mais do que qualquer outra pessoa, sentirá na pele a dor de tudo isto, há castigo maior?


O Ângelo está entre a vida e a morte, e vocês estão a fazer piadas sobre a situação trágica que passa, a dizer que é “bem feita” - Que gente podre. Que gente tão pequena, cobarde e tão feita de nada. Só quem nunca passou pela dor da perda é que é capaz de dizer uma coisa tão assustadora, atroz e demoníaca.


Relembro-vos de que a cada dia de vida, de uma maneira ou de outra, todos nós estamos a “pôr-nos a jeito para a morte”.


Recomendo-vos que o façamos com mais amor, respeito e união para com o próximo, nunca saberemos qual será o dia em que será ele a dar-nos a mão.

16 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now