Buscar
  • Ana Teresa Santos

Orientação Sexual? Humana

Ao consultar um conceituado Jornal Diário, deparo-me com uma noticia que no seu desenrolar dizia que um famoso advogado californiano quer “matar com um tiro na cabeça todos aqueles que se declararem como homossexuais, retirar-lhes todos os direitos enquanto cidadãos e ainda punir com penas de prisão e bem pesarosas multas, os defensores destes”.

Desculpem-me os mais sensíveis… Mas, que nojo!


Matar uma pessoa por amor? matar uma pessoa por amar?


Um homossexual é só uma pessoa que ama e vive disposto a enfrentar uma sociedade inteira se necessário por esse mesmo amor. Quem me dera enquanto heterossexual que por acaso sou, algum dia ter um alguém que me ame e esteja disposto a enfrentar tudo e todos, mesmo que todos os olhos e bocas estejam apontados a nós.


Quem me dera conseguir um amor, uma vez que seja na vida que me beije pela ternura de o fazer, sem pensar em tudo o que consequentemente isso lhe trará. Os homossexuais são pessoas, não são diferentes. Nasceram foi com um coração maior e mais forte para conseguir vingar na vida, lutar pelo que realmente anseiam, pelo que os atrai. Não têm medo do carnal, ainda que ele seja condenável aos olhos de tantos.

Sou completamente contra o cliché dos “gays serem os melhores amigos das mulheres”, eles são apenas eles mesmos.


Há apenas uma coisa que os distingue de todos os outros – estão calejados.

Não se importam de que se riam deles, porque já aprenderam a lidar com isso. São geniais ao ponto de a essas “risotas” e palavras desagradáveis responderem com um punho de dedicação e força. Calam-nos a todos nós com um amor que não tem medo, porque essa barreira para eles nem existe.


Há maior chapada de luva branca que essa?


Sim, conquistam uma enorme legião de fãs femininas, porque tudo o que queremos é um homem que goste de nós e nos saiba tratar como eles o fazem – sem qualquer medo das consequências dos seus atos. Verdadeiros, seguros de si, frontais e sobretudo amigos. Porque com tanto que se riram deles, ensinaram-nos a rirmos com eles.

A doença não está nestas pessoas pelas escolhas tão corajosas que fizeram, está em nós por não conseguirmos pensar “fora da caixa”.


Porque o amor da minha vida é aquele que me ama, sem medo de me amar, e é nisso que consiste o mundo homossexual.


E vamos lá pensar…


Quantos amores já conhecemos e vivemos nós assim?

1 visualização

UM DIA NA TERRA de Ana Teresa Santos

  • YouTube
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now